os benefícios da curcuma

 Eu adoro saber os benefícios dos alimentos pois considero que conseguimos ser mais saudáveis através dos alimentos que consumimos prevenindo assim, alguns problemas de saúde. Por essa razão, decidi criar este espacinho (A minha despensa) onde vou partilhando contigo os meus alimentos preferidos e porquê.
Hoje trago-vos a Curcuma, um dos meus temperos preferidos e frequentemente presente nas minhas receitas. Adoro esta especiaria não só pelo seu sabor mas também pelos inúmeros benefícios que traz ao nosso corpo.
Como pretendo aprofundar um pouco mais os benefícios desta planta, contei com a ajuda do meu namorado e nutricionista Pedro Gameiro para vos dar a melhor informação possível 🙂
A Curcuma Longa, é uma planta tropical asiática, pertencente à família das Zingiberaceae que é amplamente cultivada na Índia, China e Indonésia . Contém vários componentes bioativos com potentes benefícios medicinais e tem uma longa história de uso em alimentos como tempero mas principalmente, como ingrediente em muitas variedades de caril em pó e/ou molhos.
A curcumina é o principal componente bioativo presente na Curcuma Longa e é a fonte de tantos benefícios associados à Curcuma. Vou apresentar seguidamente alguns destes:
– Bastante eficaz no combate a vários tipos de cancro
 Já foram realizados vários estudos onde se comprova o benefício da Curcumina no combate a vários tipos de cancro, incluindo esófago, intestino, mama e pâncreas, tendo a capacidade de suprimir o crescimento e proliferação de células cancerígenas.
– Grande antioxidante natural
É importante consumirmos alimentos com propriedades antioxidantes, ajudando na prevenção do envelhecimento.
– Várias propriedades biológicas e farmacológicas
São várias as propriedades biológicas e farmacológicas presentes neste composto, incluindo propriedades anti-inflamatórias, imunomoduladoras, antimicrobianas, anti-isquémicas, hepatoprotectoras, nefro-protetoras, hipoglicémicas e anti-reumáticas.
-Ajuda no combate de doenças
 Hoje em dia sabe-se que a Curcumina tem vários efeitos terapêuticos contra algumas doenças tais como a doença de Alzheimer, doença de Parkinson, ansiedade, depressão, problemas metabólicos, hipertrigliceridemia, osteoartrite e doença hepática.
No entanto, quando consumida, 40 a 80% da curcumina não é digerível. A boa noticia é quequando é consumida juntamente com piperina – componente presente na pimenta preta, a sua absorção aumenta!
Fica atento/a às minhas receitas com curcuma 🙂
Espero que tenhas gostado!
Filipa e Pedro

P.s- Para os mais curiosos, deixo aqui um artigo de revisão que enfatiza as diferentes perspetivas anticancerígenas da curcumina em vários tipos de cancro – cólon, cervical, útero, ovários, cabeça e pescoço, próstata, mama, pulmão, esófago, estômago, pâncreas, bexiga, bucal e osso: “Cucurmin; Anticancer & Antitumor Perspectives – A Comprehensive Review”

Write a Comment