como posso aumentar o meu bem-estar?

Desde que me deixei de preocupar apenas com as situações isoladas e passei a focar-me na procura do maior bem-estar possível, que me sinto mais equilibrada e realizada, tendo tido um tremendo impacto na minha felicidade e autoestima. Confesso que adoro esta área  e por isso podia ficar a escrever sobre isto durante horas, mas vou tentar ser o mais sucinta possível 🙂
Primeiro é necessário perceber, muito resumidamente, que quando falamos de níveis de bem-estar elevados, não estamos a falar da ausência de situações negativas mas sim numa prevalência de experiências satisfatórias e emoções positivas. Também, temos de ter em conta que este estado é subjetivo, sendo influenciado pela idade, género, cultura, autoestima e experiência pessoal, entre outros.
Na minha opinião, considero que não podemos falar de regras específicas quando queremos aumentar o nosso bem-estar mas sim, da existência de algumas condições que nos podem proporcionar um nível de bem-estar mais elevado.
Seguem algumas sugestões nas quais eu acredito e tenho sempre presente:
1- Cuidar do nosso corpo
Um elevado nível de bem-estar físico vai promover outras formas de bem-estar. É essencial cuidarmos de nós, nutrirmos o nosso corpo da melhor forma possível, tirarmos tempo para nos “mimarmos”, exercitarmos o nosso corpo para termos força, equilíbrio e resistência e sentirmo-nos bem na nossa pele (aceitando cada “imperfeição”, pois tendemos a ser os nossos maiores críticos).
2-Cuidar da nossa mente
É essencial estarmos equilibrados mentalmente, conseguirmos exprimir as nossas emoções, evitarmos o stress em excesso e adoptarmos uma perspectiva mais positiva.
É  importante respeitarmos todo o tipo de emoções/sentimentos, mas não deixar que as emoções negativas controlem a nossa vida. Acredito que em grande parte das nossas experiências negativas conseguimos retirar algo mais positivo, nem que seja aprendizagem e se dermos mais importância aos aspectos e emoções mais positivas da nossa vida, vamos sentir uma maior realização, auto-estima e bem-estar.
Também é essencial ouvirmos a nossa mente, respeitar todo o tipo de pensamentos e não fugir de nós mesmos. Nós somos o nosso maior aliado e quanto maior for a ligação com a nossa consciência, mais profundo o nosso auto-conhecimento.
3-Cuidar do nosso ambiente
Eu acredito que as nossas emoções podem ser influenciadas pelo ambiente. Para mim é essencial criar um ambiente que me proporcione tranquilidade e conforto fazendo da minha casa o meu local preferido. Acredito na aromaterapia e no efeito que esta tem em nós, por isso, aposto nos óleos essenciais, incensos e velas aromáticas.
As plantas são também um elemento importante e o meu jardim, que procuro cuidar regularmente, é a minha área preferida da casa.
4-Relações positivas com os outros
A relação com os outros, a nossa capacidade de interacção social, é de extrema importância.
Também é importante a pertença a uma dada unidade social, rodearmo-nos de pessoas que nos façam bem (boa onda de energia) e evitar aquelas que nos transmitam emoções negativas. As relações com as pessoas que nos são próximas, as que escolhemos  para fazer parte do nosso núcleo de amizades, devem transmitir-nos satisfação, confiança e afetividade.
Algo que considero muito importante é o voluntariado. Se fazemos algo em benefício de alguém ou de uma causa, não procurando compensações materiais, o que “recebemos” por saber que estamos a dar o nosso contributo desinteressado, é muito gratificante contribuindo para o nosso bem-estar.
5- Busca da espiritualidade
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a espiritualidade é um aspecto importante para a nossa saúde em conjunto com a saúde física, psicológica e social. Quando falo de espiritualidade não estou a falar em religião, até porque cada um deve ser livre de acreditar naquilo que lhe faz sentido, mas sim, na  busca existencial de sentido e propósito para a vida. É então importante procurarmos uma intencionalidade, criarmos uma ligação com algo e valores  que nos façam sentido.
Quando estamos bem espiritualmente, tendemos em estar mais ligados à natureza, ao outro, aos princípios éticos e valores como o amor, paz e esperança. Cada pessoa deve concentrar-se naquilo que faz sentido para si. No meu caso, procuro esta espiritualidade um pouco através e da meditação e da prática do Yoga.
Aqui ficam umas dicas, se tiveres curiosidade que aprofunde mais é só dizer 🙂
Filipa

 

Write a Comment